Conheça nossas Linhas de Mangueiras para Indústria Náutica

indústria náutica é um setor constituído de pequenas e médias empresas, distribuídas por todo o país. Com foco na construção de embarcações, esse setor utiliza matérias primas básicas tais como: fibra de vidro, resina, gel, madeira e aço inox. Para atender essa demanda, a Inaflex desenvolveu linha completa de mangueiras para indústria náutica.

O Brasil tem cerca de 120 estaleiros, entre nacionais e de origem européia e norte americana. De acordo com a Acobar, as Regiões Sudeste e Sul  concentram mais de 85% dos estaleiros. Inclusive, é na Região Sul que se encontra um dos mais tradicionais e ativos Polos Náuticos do Brasil, com a segunda maior concentração de estaleiros e fabricantes de equipamentos e acessórios náuticos do País.

 

Características das Mangueiras para Indústria Náutica

Dentre outras características, as mangueiras para indústria náutica precisam ser resistentes e suportar a pressão necessária para a condução do produto, além da temperatura à qual a será exposta.

Portanto, é preciso estar atento ao material de fabricação e ao comprimento da mangueira. Sem dúvida, a utilização da mangueira inadequada pode acarretar numa instalação incorreta, levando a vazamentos, prejuízos ou acidentes.

 

Mangueiras para Indústria Náutica da Inaflex

Com mais de 35 anos de mercado e certificada pela ISO 9001:2015, a Inaflex tem como clientes as principais empresas do setor no Brasil e em diversos países da América do Sul.

A linha de mangueiras para indústria náutica da Inaflex tem todas as características necessárias para utilização segura na transferência de materiais entre embarcações, navios, chatas, piers e terminais marítimos.

Quimiflex 100

Mangueira composta para transferência segura (sucção e recalque) de produtos químicos agressivos, tais como: Ácido Fosfórico (54%), Soda Cáustica, Ácido Acético, Químicos Orgânicos e Inorgânicos e similares.

Aplicação:

Adequada para Fábricas, Caminhões-Tanque, dentre outros que manipulam produtos químicos.

Informações Técnicas